O cárcere e a dupla honra

18:00


Presa em pecados, dor e vergonha, deixei por anos meus olhos acostumarem-se com a escuridão. Quando deparei-me com o mais puro amor, não compreendia como alguém poderia me amar sabendo de toda sujeira que em mim havia.

Topei com vários olhares ao longo da vida, contudo nenhum comparava-se aos olhos do Senhor. O noivo que me vestiu de novas vestes, lavou-me e devolveu-me toda glória de filha do Rei. Após diversas tentativas, conseguiu mostrar-me teus planos. Ainda perplexa, indagava "Todo esse amor? Pra mim? Como podes? Porque tanta compaixão?".Então percebi, Ele me escolheu!

Meu amado assumiu minha vergonha e ofensas, revelou-me sua graça abundante.

Meu caro, você também pode viver desse amor sem fim. Basta render-se e deixar nas mãos dele o teu Jordão. Viva de fato Isaías 61:07.

Leia Também

0 comentários

Twitter

Subscribe